Sem categoria

Liverpool ‘entra de férias’ após título da Premier League: sete pontos em 15 disputados





Fonte do post YAHOO ESPORTES

Durante boa parte da temporada, já era esperado que o Liverpool de 2019-20 estraçalhasse o livro de recordes da Premier League. Foram 18 vitórias consecutivas, 44 partidas de invencibilidade e uma campanha praticamente perfeita. Até a 31ª rodada, quando o clube conquistou a taça, eram 31 jogos, 28 vitórias, dois empates e apenas uma derrota, diante do Watford, com um aproveitamento total de 92.4% dos pontos.

De lá pra cá, a história está muito diferente: ainda que os Reds não tivessem impressionado no retorno do Campeonato Inglês contra o Everton, fizeram uma atuação irretocável diante do Crystal Palace e pareciam embalados para tentar alcançar os 100 pontos na competição, marca só conquistada pelo Manchester City em 2017-18. Mas era só “impressão”…

Nos cinco jogos depois de saírem campeões, o Liverpool teve duas vitórias, um empate e duas derrotas, incluindo uma goleada histórica contra o City de Guardiola. Foram sete pontos em 15 disputados: mais pontos perdidos nestas cinco rodadas do que em todas as outras 31 juntas.

Desde o título, os Reds tem um aproveitamento de 46,7%, abaixo do Burnley na tabela de classificação, o décimo colocado da Premier League. 

Mesmo que o torcedor do Liverpool continue em polvorosa pelo primeiro título inglês em 30 anos, já começa a surgir uma pulga atrás da orelha: nos últimos jogos antes da parada, o desempenho também não estava lá essas coisas, com eliminações na Liga dos Campeões e na Copa da Inglaterra.

Obviamente, o time “tirou o pé do acelerador” após a conquista. Jogadores antes brilhantes como Roberto Firmino, Trent Alexander-Arnold, Sadio Mané e Virgil Van Dijk vão colecionando partidas ruins atrás de partidas ruins, ao passo que Klopp vai dando oportunidades para jogadores pouco utilizados como os garotos Curtis Jones e Neco Williams – que vão dando conta do recado -, ou Xherdan Shaqiri e Divock Origi – longe disso.

Tudo leva a crer que a equipe não vem entrando com a mesma intensidade: algo natural, ainda que a torcida quisesse bater o recorde de pontos do Manchester City.

Uma das formas mais utilizadas para descrever este time do Liverpool era como “uma armadilha”, que a equipe de Klopp atraía o adversário, o fazia achar que tem chance até atacar no momento certo. Pois é: a “armadilha” de Klopp para a próxima temporada começou cedo.

Gosta de dicas de futebol para investimento desportivo? Então visita agora mesmo Palpites Copa do Mundo e prepara-se para viver a emoção do maior campeonato do planeta.